fbpx

4 razões para ter um controle financeiro bem-feito e atualizado - calculadora

Um controle financeiro bem-feito ajuda a manter as contas em dia enquanto aproxima você dos seus objetivos.

Qual foi a última vez em que você consultou seu planejamento para saber se era possível comprar alguma coisa? A pergunta pode parecer indelicada, mas é simples o suficiente para mostrar porque um controle financeiro bem-feito faz diferença.

Muitas pessoas acreditam que a rixa da educação financeira é com o consumo, as compras e os desejos de consumo. Faz sentido pensar assim, mas trata-se de uma meia verdade. A questão não é tanto o que você compra, mas se pode comprar e se o consumo em si faz sentido para você e suas prioridades.

Pense nos muitos brasileiros que não possuem reserva de emergência, mas que mantém em suas garagens carros financiados. Em uma situação inesperada, ou apelam para mais crédito ou terão que se desfazer de parte dos bens – as duas decisões são pesadas para o emocional. O controle financeiro bem-feito muda isso.

Não consegue guardar dinheiro? Experimente o App Grão (é grátis, clique aqui)

4 razões para manter seu controle financeiro bem-feito e sempre atualizado

Quando fiz o rascunho das ideias para este texto, senti um pouco de apreensão porque tudo aquilo que se fala sobre finanças pessoais pode ser confundido com receitas prontas, fórmulas de sucesso facilmente replicadas.

Mudei o rumo do texto para falar de efeitos, deixando você livre para pensar sozinho no que exatamente é um controle financeiro bem-feito. No meu entender, o que importa é sermos capazes de notar quatro diferenciais quando colocamos em marcha uma mudança inteligente no rumo das finanças pessoais: histórico, previsões, limites e oportunidades.

Histórico

Como você gasta seu dinheiro é mais importante do que quanto você gasta. São os padrões de consumo, os hábitos enraizados, as frustrações transformadas em consumo e a ansiedade descontadas em novas compras que precisam ser tratadas com mais atenção. O consumismo não aparece da noite para o dia.

Quando você anota tudo que você ganha e gasta e categoriza essas informações de uma maneira organizada, clara e detalhada, você consegue extrair insights. O orçamento doméstico e seu histórico dos últimos meses (até mesmo anos) são ingredientes fundamentais para sinalizar mudanças de comportamento.

Com o histórico em mãos, você passa a se conhecer melhor e passa a ter a noção exata de qual é a sua realidade financeira.

Previsões

Da mesma forma que olhar o passado pode ser ótimo para entender como você chegou até o dia de hoje, planejar o futuro é o mínimo que você pode fazer para garantir a manutenção do padrão de vida e se preparar para o que pode acontecer.

Ao projetar receitas e despesas no seu orçamento familiar, você consegue simular mudanças de cenário, além de avaliar o impacto de mudanças de comportamento nas suas contas antes de as coisas acontecerem.

Com o histórico e a capacidade de fazer algumas previsões, você consegue simular a redução de despesas em determinadas categorias e até mesmo como pode fazer para elevar sua renda em determinados períodos. Você já “enxerga” o que vem pela frente e se prepara. Hoje. A partir de agora.

App para guardar dinheiro: Abra sua conta na Grão (clique aqui)

Limites

O que impede você de extrapolar são os limites. Em tudo que fazemos, o respeito aos limites é essencial. A diferença no caso do controle financeiro bem-feito é que os limites precisam ser definidos por nós e revistos com alguma frequência.

A partir da fotografia de sua realidade financeira, obtida com os lançamentos detalhados de despesas e receitas, você passa a questionar certas escolhas e decisões, bem como a falta de atitude diante de situações que acabam representando impacto financeiro elevado.

Seu histórico mostra suas despesas médias em diferentes momentos e para diferentes tipos de gastos, enquanto suas projeções ajudam a analisar o impacto de suas decisões no futuro. Entre o passado e o futuro existem os limites, que você define e cumpre justamente para que o planejamento funcione.

Oportunidades

A palavra “oportunidade” não precisa ser explicada, mas precisamos aprender a criá-la como parte de escolhas melhores envolvendo o nosso dinheiro. O controle financeiro bem-feito certamente vai colocar você diante de perguntas como:

  • Será que agora consigo guardar mais dinheiro?
  • Qual o melhor momento para comprar/trocar o carro?
  • Há algum imóvel interessante que eu possa comprar na cidade?
  • Como posso reduzir meu endividamento agora que as contas estão em ordem?

Oportunidades financeiras são, quase sempre, fruto de nossa mudança de comportamento. São, portanto, resultado de finanças pessoais ajustadas à realidade e pensadas em termos de avaliação (histórico), planos (previsões) e disciplina (limites). Quem se planeja, sempre encontra um bom negócio.

Leia também: Preço dos carros no Brasil: mentiram pra você sobre custo-benefício

Conclusão

O controle financeiro bem-feito é essencial para permitir que você viva um padrão de vida possível, não exagerado e coerente com suas receitas. A manutenção deste quadro, no entanto, depende de quanta inteligência você será capaz de extrair do controle que faz.

Manter os registros em ordem, com o histórico em dia, permite que você consiga analisar sua evolução; usar os dados do presente e sua história ajuda a prever como podem ser os próximos meses; definir limites é crucial para não deixar o plano sucumbir; e tratar tudo isso como uma oportunidade é o “pulo do gato”.

Foto: Pixabay.

—— Este artigo foi escrito por Conrado Navarro. Este artigo apareceu originalmente no site Dinheirama.A reprodução deste texto só pode ser realizada mediante expressa autorização de seu autor. Para falar conosco, use nosso formulário de contato. Siga-nos no Twitter: @Dinheirama

Por Dinheirama
https://dinheirama.com/4-razoes-manter-controle-financeiro-bem-feito-atualizado/

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *